Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

damas2



Segunda-feira, 20.04.09

Sobre “A Mensagem – 18”

Por Luís Xavier

Do meu “especial” amigo Fernando A. Bernardo saiu recentemente na “Margem Sul” este trabalho: 09, 11, 18, 21, 22, (29) x (04), 14, 20, (23), 25 JBG.

Propus-me solucioná-lo e fi-lo assim: 22-27 e 29-12 e 12x03 e 09-13 GB.

Manobra muito batida... E sem nada de realce.

Ao mirar a solução, reparo que esta não era a do autor. Lusodama achara outra. Precisamente a que me ocorreu. Recordo a do Fernandinho (apesar de ser um septuagenário tem um espírito de miúdo, obviamente no bom sentido!): 29-26 e 22-27 e 26x12 etc GB.

Surpreende-me que o meu amigo F. Bernardo não tivesse topado aquele rumo alternativo, que destrói o problema. Para manter uma só solução (a não desejada pelo autor) bastaria passar a dama branca para a #08. Ou, querendo a solução do autor, e descomplexando o problema, servia esta posição: 09, 11, 18, 21, 26 x (04), 14, 20, 25, (30) JBG.

Em qualquer dos casos, não deixa de ser uma fraca composição.

Tenho dito várias vezes – e de há muitos anos – que um cultor de problemas de estilo clássico deve procurar evoluir, procurando fazer problemas variáveis. Mesmo não totalmente satisfatório, como é o caso do seguinte, sempre é preferível aos de solução rígida. E não raras vezes ele está debaixo do nariz, partindo dum “clássico”.

Atenção Fernando: Peguei no teu problema, dei-lhe um toque e saiu este que te dedico:

diag.jpg

Jogam brancas e ganham

Autoria e outros dados (tags, etc)

por lusodama às 17:29



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930